Quando o ser humano está sempre em primeiro lugar


Porque acredita que o bom relacionamento entre comunidade, empresa e poder público resulta no melhor caminho para o desenvolvimento, a Albras mantém um intenso programa de apoio às comunidades vizinhas à sua planta industrial em Barcarena, Pará.
Um programa cuidadosamente estruturado que, desde a inauguração da fábrica, em 1985, totaliza investimentos da ordem de R$ 60 milhões. Que atende mais de 200 mil pessoas em cinco municípios. Que permite a melhoria da qualidade de vida de comunidades carentes a partir da sua autovalorização, com a conquista da cidadania e condições de sustentabilidade. Com projetos simples e realistas, mas ousados, que permitem replicabilidade em outras comunidades, em qualquer lugar.
Conheça os principais pólos do Programa de Responsabilidade Social Corporativo da Albras clicando abaixo

Nosso Lixo Tem Futuro
Programa de Agricultura Familiar Mecanizada
Centro de Desenvolvimento Comunitário
Reciclagem e Reaproveitamento
Informática e Cidadania
Cooperativas de Trabalho
Cooperação no dia-a-dia
Ações Diversas

 

 

Nosso Lixo Tem Futuro

O programa “Nosso Lixo Tem Futuro”, liderado pela Albras, teve sua primeira experiência na Vila dos Cabanos, Barcarena, com a implantação de uma unidade de reciclagem e compostagem de lixo urbano, utilizando exclusivamente recursos próprios da empresa e operada em parceria com a COOPSAI – Cooperativa de Serviços Agroflorestais e Industriais (uma cooperativa de trabalho da região vizinha à fábrica) e a Prefeitura local.
A Unidade de Reciclagem e Compostagem de Lixo da Vila dos Cabanos é responsável pela coleta e processamento do lixo urbano, destinando o material orgânico para a compostagem e transformação em composto orgânico usado como adubo natural, com acompanhamento técnico da Embrapa/Amazônia Oriental. Os demais materiais reaproveitáveis (plástico, papel, latinhas, garrafas) são destinados à reciclagem. O projeto oferece oportunidade de renda para as pessoas que antes sobreviviam da cata de alimentos e materiais no antigo lixão.
Com recursos de financiamento obtido junto ao BNDES, a Albras implantou unidades semelhantes nos municípios de Moju, Abaetetuba, Igarapé-Miri, estando pronta para inauguração a de Barcarena (sede). Este projeto gera 180 postos de trabalho direto e beneficia aproximadamente 200 mil pessoas com melhores condições de saneamento, e representa investimento superior a US$ 1 milhão. Uma nova unidade foi inaugurada na cidade de Cametá. Aos antigos “catadores” dos lixões são oferecidos empregos nas unidades de tratamento do lixo e oportunidades de desenvolvimento, com cursos para alfabetização de adultos, de informática e outros.
Este programa é referência nacional e tem recebido reconhecimento como o Prêmio Eco/2003, da Câmara Americana de Comércio de São Paulo, a mais importante premiação empresarial brasileira em responsabilidade social e foi destaque do “Guia Exame de Boa Cidadania Corporativa/2002”, além de outros destaques.

<<Voltar

Programa de Agricultura Familiar Mecanizada

Nas cinco comunidades mais carentes próximas à fábrica, a ALBRAS está realizando o “Programa de Agricultura Familiar Mecanizada - PAFAM”, que oferece as condições básicas para que famílias produtoras rurais desenvolvam suas atividades em melhores condições, produzindo mais e melhor, recebendo uma oportunidade de crescimento pessoal e econômico, com uma atividade geradora de renda oportunizando um futuro mais promissor para todos.
No final de 2001 a Albras adquiriu uma patrulha mecanizada, que atende estas comunidades em convênio com a prefeitura de Barcarena, e com apoio da Embrapa/Amazônia Oriental. Em 2002 foram realizadas as primeiras colheitas de produtos como feijão, mandioca e maracujá e iniciada a plantação racional de plantas medicinais amazônicas. Um agrônomo contratado pela empresa presta orientação técnica aos agricultores.
Em 2003 a Albras adquiriu a “Tritucap”, uma máquina de fabricação alemã que tritura a capoeira, misturando o material ao solo, eliminando a queimada.
Em parceria com a prefeitura de Barcarena foi realizada a extensão de energia elétrica para as comunidades “Vai Quem Quer” e “Japiim”.
Estes agricultores utilizam o composto orgânico das unidades de compostagem do programa “Nosso Lixo Tem Futuro”, sendo beneficiadas cerca de 370 famílias/ano.

<<Voltar

Centro de Desenvolvimento Comunitário

Um conjunto de escola com quatro salas para ensino fundamental (onde funcionam escola para alfabetização de adultos); prédio sede do centro comunitário; uma fábrica de farinha, escola de informática, uma praça, campo de futebol e prédio sede do clube, formam o Centro de Desenvolvimento Comunitário Murilo Pinto Ferreira, que integra o PAFAM. O CDC atende prioritariamente as comunidades “Vai Quem Quer” e “Japiim”, mas apóia outras comunidades próximas, funcionando em parceria com entidades diversas, como Embrapa/Amazônia Oriental, prefeitura de Barcarena, etc.

<<Voltar

Reciclagem e Reaproveitamento

Ainda em Barcarena a Albras implantou e inaugurou no ano de 2004 três pequenas fábricas para reciclagem e reaproveitamento de materiais: uma fábrica de calçados aproveitando correias transportadoras usadas e descartadas pela empresa; uma fábrica de brinquedos educativos, utilizando madeira de embalagens de equipamentos e produtos recebidas pela Albras; e uma fábrica de utilidades como vassouras e sacolas, a partir da reutilização de garrafas plásticas (PET) de refrigerantes. Estas unidades, operadas em parceria com a COOPSAI, criaram cerca de 50 postos de trabalho.

<<Voltar

Informática e Cidadania

A Albras já patrocinou a implantação de 10 Escolas de Informática e Cidadania (EIC) em Barcarena, inclusive uma no Centro de Desenvolvimento Comunitário Murilo Pinto Ferreira, a primeira em área rural no Estado do Pará. Empregados da Albras, voluntariamente, apadrinham jovens carentes, muitos deles crianças de rua, garantindo seu estudo nas EICs. Alguns deles têm sido aproveitados no programa “Futuros Profissionais” mantido pela Albras e muitos pais destas crianças, desempregados, ganham oportunidade de trabalho nos projetos sociais patrocinados por esta empresa. O programa é realizado em parceria com o Comitê pela Democratização da Informática (CDI) e em pouco mais de um ano já atendeu mais de 2.000 pessoas.

<<Voltar

Cooperativas de Trabalho

Por iniciativa da Albras foram criadas cooperativas que geram trabalho para mão-de-obra não qualificada da região. Estas cooperativas prestam serviços às empresas locais e são parceiras na administração de programas de responsabilidade social corporativa da Albras, como as unidades de reciclagem e compostagem de lixo urbano, as fábricas de reciclagem e reaproveitamento, etc. Os cooperados têm oportunidades de melhoria de sua qualidade de vida e valorização da cidadania, desde a emissão de documentos, cursos de alfabetização de adultos, cooperativismo, informática e cidadania. Em apenas duas cooperativas em Barcarena são mais de 400 associados.

<<Voltar

Cooperação no dia-a-dia

A vida em conjunto com as comunidades vizinhas não se limita à participação em projetos de grande envergadura, mas também no apoio a pequenas necessidades das comunidades, coletivas ou individuais, muitas vezes em situações de emergência, onde a empresa tem condições de contribuir. Ações que vão desde o apoio para conseguir uma internação hospitalar, uma consulta ou atendimento médico, até ceder um carro para uma remoção de alguém em caso de óbito. Pode ser também o patrocínio de um torneio esportivo ou da apresentação de um grupo artístico, excursões de escoteiros ou a formatura em uma escola, a doação de objetos descartados ou sucateados, como telhas, móveis ou máquinas, que ganham novas – e às vezes surpreendentes – destinações e utilidades e também apoio às polícias civil e militar com a cessão de prédios, carros ou combustível.
Uma Ação Integrada de Cidadania em parceria com o SESI e empresas da região é liderada pela Albras desde 2001, envolvendo serviços de saúde, serviço social, lazer, seguridade e educação, atendendo em média 2 mil pessoas em um dia de atividades como orientações sobre direitos do cidadão, exames médicos, emissão de documentos, vacinação, etc.

<<Voltar

Ações Diversas

Ao longo dos 20 anos de operação a Albras tem participado intensamente de muitas ações que resultaram em grandes obras que contribuem para o desenvolvimento de toda a região. Vale registrar algumas delas:
- Construção da ponte sobre o rio Arauáia, na rodovia PA-151, para acesso a Belém;
- Pavimentação asfáltica das ruas da Vila dos Cabanos;
- Fornecimento de asfalto para estradas e rodovias da microrregião;
- Construção da Estação de Tratamento de Água da Vila dos Cabanos;
- Construção da Estação de Tratamento de Esgotos da Vila dos Cabanos;
- Construção de praças públicas da Vila de Itupanema e Vila dos Cabanos;
- Construção dos Postos de Saúde de Vila Nova e Vila de São Francisco;
- Construção de quadras de esportes na sede dos municípios de Abaetetuba e Barcarena e em Vila dos Cabanos e Vila Nova;
- Participação na construção do campus avançado da Universidade Federal do Pará em Abaetetuba;
- Aquisição e doação de equipamentos hospitalares para o Hospital Municipal de Abaetetuba e para o Posto de Saúde de Vila Nova;
- Reforma, manutenção e aquisição de equipamentos para escolas públicas e creches da região;
- Apoio na reciclagem e capacitação de professores da rede pública de ensino da microrregião;
- Ampliação e reforma do Colégio Estadual de Ensino Fundamental e Médio Eduardo Angelim, com a construção de quatro novas salas de aula, uma passarela, um poço artesiano com equipamento hidráulico, reforma de banheiros, copa e cozinha, beneficiando 1.900 alunos;
- Apoio às campanhas de vacinação no município;
- Apoio ao Conselho Comunitário de Segurança Pública da Vila dos Cabanos – que atua em conjunto com as polícias militar e civil – com a doação de duas viaturas, instalação da sede do Conselho e aporte financeiro;
- Doação de um ônibus ao Hospital de Clínicas, do Governo do Estado do Pará, para utilização em tratamento psiquiátrico de internos;
- Coordenação de um grupo de empresas grandes, médias e pequenas para a recuperação do Hospital Municipal de Vila dos Cabanos, beneficiando em torno de 12 mil pessoas de todas as redondezas.

<<Voltar

Albras em vídeo | Canal de Denúncia